segunda-feira, 3 de junho de 2013

Barragens garantem 900 mil euros para projectos sociais







Fonte: Agência Lusa

"Os projetos sociais existentes nas zonas das novas barragens portuguesas podem candidatar-se a partir de hoje ao apoio de um programa da EDP, que em cinco anos já disponibilizou 900 mil euros.
A elétrica nacional lançou hoje a quinta edição do "EDP Solidária Barragens" que já apoiou, em anos anteriores, 32 projetos sociais que beneficiaram cerca de sete mil pessoas, segundo divulgou a empresa.
O orçamento para a edição deste ano é de 200 mil euros, que somados às anteriores, totalizam um montante global de 900 mil euros disponibilizados para este programa que abrange, sobretudo a região de Trás-os-Montes, onde estão em construção as barragens do Tua e do Sabor.
O prazo para candidaturas começa hoje e termina a 15 de julho, "mantendo-se os critérios de seleção que privilegiam o número de pessoas beneficiadas, sustentabilidade e relevância social", indica a empresa.
O programa foi criado para "apoiar a melhoria da qualidade de vida das populações abrangidas pelos investimentos da EDP em novos projetos hidroelétricos " e a área elegível estende-se por 15 concelhos.
Podem candidatar-se a este apoio projetos sociais de Alfândega da Fé, Alijó, Carrazeda de Ansiães, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Mogadouro, Murça, Torre de Moncorvo, Vila Flor, Amarante, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Ribeira de Pena, Mondim de Basto, Sever do Vouga, Oliveira de Frades, São Pedro do Sul, Vale de Cambra e Vieira do Minho".



Óptima oportunidade para algumas entidades colectivas, como o Centro Social e Paroquial de ou a Associação Cultural e Recreativa de Torre de Dona Chama, poder obter verbas para valorização do seu património ou actividades.
Nos anos anteriores, foram atribuídas verbas a projectos afectos a entidades similares…

Não da Torre, que normalmente dorme na forma…